Não tem cadastro? Clique aqui!

Já tem cadastro? Entre aqui

  • BUSCAR
Busca avançada de vagas

Limpar campos

19/11/2014 - 14h40

Motivação em tempos de crise

Da redação Emprego Certo

Em época de um mercado brasileiro instável, da redução de investimentos e incertezas para o próximo ano, alguns profissionais se veem diante de um cenário preocupante. A dificuldade de manter-se motivado acaba pesando e a produtividade dele pode cair consideravelmente, interferindo no resultado total da empresa.

Mas é possível dar uma guinada nessa situação e dar a volta por cima. “A primeira providência é filtrar as informações que vêm até você. As épocas de crise são propícias para boatos e eles são o combustível principal da desmotivação”, explica Ricardo Fonseca, executivo de RH. É preciso se afastar da negatividade e buscar não se contaminar com ela.

O profissional deve focar em seus objetivos individuais, fazer o seu trabalho de forma assertiva, focar no que é importante para o momento. Por pior que a situação possa parecer, ela não será eterna e ele deve praticar a sua resiliência, se adaptando aos cenários que encontra ao longo de sua vida. “Recorra às capacidades e competências que te trouxeram até aqui. Aprimore o seu autoconhecimento. Tenha fé!”, recomenda.

 

Os dois lados da moeda

“Creio que o lado bom está na análise que fazemos do que está acontecendo. Os fatos não mudam, mas o seu olhar sobre eles podem ser muito distintos. Aí sim podemos colocar nossas pitadas de otimismo”, orienta Ricardo.

Mas não podemos ser radicais para nenhum dos lados da crise, nem muito otimistas, nem muito pessimistas. O balanço dos dois fatores é que mantém o equilíbrio do profissional em foco.

A honestidade é outra dica importante para enfrentar qualquer tipo de situação. As pessoas fazem parte do seu cotidiano e enxergam as mesmas coisas que você. Não tente omitir, nem mentir sobre algo, pois elas saberão identificar quando algo está errado. “Não invente histórias para justificar ações impopulares, assuma as responsabilidades e, principalmente, não menospreze a inteligência da equipe”.

As pessoas buscam líderes em quem possam confiar, trocar informações e que sirvam de referência para recorrer em momentos complicados. Não adianta ser um ‘motivador genérico’, conforme conta Ricardo. “Ele crê que as doses diárias de motivação são iguais para todos. Engano! Pessoas são singulares e motivam-se por meio de diferentes estímulos”.

 

A motivação está no ambiente

Uma atitude que pode ser adotada pelas empresas é a recompensa ofertada aos colaboradores para premiar a sua motivação, a sua pró-atividade. Isso pode ser feito por meio de diversos formatos, desde um sorriso, até um prêmio em dinheiro.

Mas e se o profissional não conseguir se motivar de forma alguma? “Creio que depende muito mais do ambiente do que dos indivíduos. Ninguém decreta que sua equipe está motivada a partir de algum momento. A motivação é sentida nas ações, no clima e no ambiente”.

Para Ricardo, é difícil que qualquer pessoa se mantenha motivada sempre, mas é possível! Ele fornece as dicas: “Seja empático - trate todos como gostaria de ser tratado; Dê a atenção necessária às pessoas - elas têm uma vida fora do trabalho; Valorize as ações e resultados diferenciados; Reconheça em público, corrija em particular. E o mais importante, se você não está motivado, não irá motivar ninguém”, finaliza.

ver mais dicas

Destaques

Currículo
Cuidado na sua redação
Carreira
A Escolha da Profissão
Sabe a diferença?
Recolocação, Outplacement , Headhunting e Coaching
Colunas
Daniela do LagoDaniela do Lago
Cezar TegonCezar Tegon
Eugenio MussakEugenio Mussak
Elaine SaadElaine Saad
Gutemberg de MacêdoGutemberg de Macêdo
Judith BritoJudith Brito
Licia Egger MoellwaldLicia Egger Moellwald
Luiz PagnezLuiz Pagnez
Boletim
Receba por e-mail o boletim do Emprego Certo

É necessário informar um e-mail